Desafio Olam

A TOLK o desafia a tentar parar de ler o livro “As Crônicas de Olam: Luz e Sombras” no primeiro capítulo.

Faça parte deste desafio!

Leia um Trecho

Leia o primeiro capítulo e surpreenda-se.

Receba Nossas Novidades

Cadastre-se para receber nossas novidades.

Novidades

Sobre o Livro

Em busca de vingança, o líder da mais poderosa classe de guerreiros de Olam invade uma cidade proibida, atrás da cortina de trevas, e enfrenta uma terrível criatura. Sua atitude quebra um antigo tratado de paz e dá início a uma contagem regressiva para a guerra entre o império dos shedins e o reino de Olam. Após dois mil anos de relativa paz e segurança, uma guerra de proporções e consequências imprevisíveis estava para estourar.

Luz e sombras se enfrentariam mais uma vez...

O futuro do reino pode estar na distante e atrasada cidade de Havilá, onde Enosh, um misterioso lapidador de pedras shoham, vive com o seu aprendiz, o jovem Ben, apelidado de “o guardião de livros”.

No primeiro livro da trilogia As Crônicas de Olam, o escritor brasileiro, L. L. Wurlitzer, nos leva a um mundo desconhecido baseado na milenar cultura hebraica. A história conta as aventuras do “guardião de livros” que se lança desesperadamente em uma perigosa viagem para desvendar os mistérios que cercam o desaparecimento de seu mestre. Em seu caminho, ele encontrará criaturas e demônios aterrorizantes, conhecerá cidades esplêndidas e enfrentará batalhas épicas, pouco sabendo que suas escolhas podem significar a salvação ou o fim de uma Era.

“Guardei estes acontecimentos durante tempo demais. Agora sinto que preciso compartilhá-los antes que meus olhos se fechem e eu leve tudo para o lugar de onde apenas um homem dessa história retornou...”

Conheça o Mundo Olam

Sobre o Autor

L. L. Wurlitzer

L. L. Wurlitzer

L. L. Wurlitzer é Doutor em Literatura pela Universidade Mackenzie, com pesquisa sobre a arte literária dos textos apocalípticos. Nasceu em Santa Catarina, filho de descendentes de alemães e italianos. Sempre foi um leitor assíduo e acredita que isso tenha feito dele um escritor. Sua primeira ficção foi escrita aos dezesseis anos, mas jamais a publicou nem deixou ninguém ler. Desde então, tem seguido a carreira acadêmica e literária.

Saiba Mais